Radio Renascença 103.4

  • Radios Online| en vivo

Radio Renascença 103.4 Radio

Radio Renascença, Radio Radio Renascença ouvir rádios online grátis Radio Renascença 103.4 Portugal


Añadir a su sitio.

Foi mesmo? É bonito. Deve ser popular. Ele não se interessa pelas garotas, por ninguém. Pode entregar a ele os remédios da mãe? Assim não preciso subir lá de novo. Tudo bem? Claro. Precisava ter visto como ele torceu o pescoço Radios E você ainda ri? Pois é. Certo, agora Radios você e seus amigos explicarão como funciona a destilação. Anote com cuidado o peso do fraco vazio, para determinar a densidade, coloque o líquido e volte. Vamos lá. Minha mãe mandou. A médica. Vá embora. Por quê? Não quero que me vejam com você. Damien Radios Mire no rosto. Mãos abertas, assim, abertas. Movimentos rápidos. E o movimento do corpo, olhe aqui. Mova o corpo. Pare, pare. Já chega. Avançou fisicamente, agora melhore a atitude. Que atitude? Está parecendo uma mocinha. Trouxe os remédios. Antibióticos e paracetamol. Está se sentindo melhor? A febre baixou? Não, continua a mesma coisa. Então Radios Vamos ver Radios Este, três vezes por dia, caso sinta dor. E este, um ao meio-dia e outro à noite. O que mais? Também tem isto. E um recado Radios “Christine, não esqueça do teste de gravidez.” Guarde isso. Oi? Fica melhor assim? Sim. Posso te perguntar uma coisa? Diga. Mamãe já conseguiu ficar grávida antes? Sim, várias vezes. Mas perdeu. Senão, eu não estaria aqui. Acho que não. Desça e veja se funciona. Tenha cuidado. Ajude-o a levantar. Ajude-o. Thomas! Rapazes, parem. Parado! Parem! Parado! Acalmem-se! Parem. Parem. Parem com isso. Parem! Parem. Já chega. Vamos. Para lá. Pare. Vá para lá. Parem! Olá, Sra. Delille. Sente-se. Obrigada. Como falei por telefone, Thomas e Damien brigaram na aula de educação física. E não é a primeira vez. Como assim? Não, não é a primeira vez, mas espero que seja a última. Caso contrário, devo comunicar a meus superiores e suspender a ambos. Deixe-me lhe fazer uma pergunta, Thomas. Sua situação está ruim, notas baixas, os professores dizem que não presta atenção, que se isola dos outros. Está com algum problema? Não. E onde estão seus pais? Ouça, senhor, a mãe dele está doente. E espero que leve em conta o grande esforço que ele faz. Leva horas para chegar aqui e ainda trabalha na fazenda. Deixe-me interrompê-la Propus um estagio a ele, mas ele recusou. Correto? Sim. Por quê? Porque estou bem, onde moro. Sendo assim Radios Poderia esperar lá fora um minuto, Thomas, por favor? Obrigado. Damien, poderia nos explicar por que brigam tanto? Não gostamos um do outro. Isso não é suficiente. Isso não é motivo para briga. Deve haver algo mais. Aqui, só entre nós, você, sua mãe e eu. Pode falar sem medo, Thomas lhe trata mal? Não. Não é muito vazio isso? Definir uma vítima e um culpado. Senhora, isso é provavelmente um caso de bullying, é grave. É só uma hipótese, mas Thomas tem o perfil de um agressor. Por que ele teria perfil de agressor? Thomas derrubou Damien no meio da aula de francês sem motivo aparente. Aquela vez, eu o provoquei. Entre no carro. Suba no carro, já disse. Tem muita neve, nunca chegará lá em cima. Vamos ver. Entre. Vamos. Vou com você, quero ver sua mãe. Christine, fez o teste? O teste de gravidez. Não serve para nada. Preciso ter certeza, por conta dos antibióticos, Não serve para nada., já disse. Não posso arriscar. Se eu estiver grávida, o bebê já está morto. Não vou sair daqui até que faça o teste. Ei! Saiam! Damien? Damien? Damien! Por que não ficou no carro? O que faz aqui? Thomas! Prometam-me parar de brigar. Apertem as mãos. Vamos, apertem as mãos. Podem fazer melhor que isso. Apertem as mãos de verdade. Isso. Thomas, espere, quero falar com você. Sua mãe passará uns dias no hospital. Ela está grávida. Tem certeza? Sim, claro. É bom te ver. Senti sua falta. Eu também. Olha só como você cresceu. Logo, estará mais alto que eu. Fez boa viagem? Sim. Está feliz por estar em casa? Com certeza. Para ficar mais claro, coloquei um espelho na janela. Parece mais espaçoso. É perfeito. Se empenhou na decoração de natal, não foi? Não gostou? Sim. Sempre faz isso. Volto em uma hora. Aonde vai? Treinar com Paulo. Que nova mania é essa? Não sei. Quero aprender a me defender. Entendo que queira ser bom de briga. Como você. Não. Meu trabalho é a guerra. Não tem nada a ver com briga. Entendo que tenha uma antipatia violenta por alguém. Mas esse medo todo? Explique. De qualquer forma, acabou. Fico feliz em ouvir isso. Fique, precisamos conversar. Sente-se. Sabe que a mãe do Thomas foi hospitalizada. Sugeri que ele ficasse conosco, para você ajudá-lo nos estudos. Por que não me falou nada? Estou falando agora. Por que está fazendo isso? Do contrário ele nunca conseguirá estudar. Três horas para vir e voltar. Você pode ajudá-lo. Já se acertaram mesmo. Ele não vai querer vir aqui. Por que não? Porque ele me detesta. Meu amor, quem não gosta de você? Não, espere. Vamos dar uma volta. Vai me ensinar a dirigir? Não, tem muita neve. Hoje não. Fica para a próxima. Paulo quer comprar seu jipe. Não está à venda. Vamos dar um oi ao Paulo. Venha. Olá, Thomas. Sou o pai do Damien. Como vai? Olá. Olá. Olá. Conseguiu subir a estrada? Consegui. Ainda bem. Quer um café? Com certeza. Venha. É um urso? Sim, é um urso. O esqueleto dele está num museu em Toulouse. Morreu há duas semanas, de uma queda mortal. Eles ainda não têm os resultados da autópsia. Você também quer café? Não. Vi um urso uma vez. Sim, de noite na neve, em seus sonhos. Receber visitas é mais difícil que passear pela floresta. Sente-se. Obrigado. Thomas, pode pegar o mel, por favor? Agradeço por ficarem com ele, enquanto eu estiver no hospital. De nada, é um prazer. Não parece animado, Thomas. Por que estaria? Terá seu próprio quarto, perto da escola e do hospital. Ideal para estudar. Quero ficar aqui enquanto você estiver doente. E eu quero que se cuide e passe no vestibular. Sei que não se dá bem com o meu filho. Não dou a mínima para o seu filho. Thomas, veja como fala. O tenente só quer ajudar. Não preciso de ajuda. Mas eu preciso da sua ajuda. Poderia me dar uma mão? É piloto da Força Aérea? Não, do Exército. % dos pilotos de helicóptero são do Exército. Por que escolheu essa profissão? Aos anos decidi ser piloto. Não conseguia pensar em mais nada. Piloto de combate?

  • radios

Radio Online Portugal