Antena 1 RDP 95.7

  • Radios Online| en vivo

Antena 1 RDP 95.7 Radio

Antena 1, Radio Antena 1 ouvir rádios online grátis Antena 1 RDP 95.7 Portugal

Onde esteve, pai? Tomando fôlego. Qual o problema? Nenhum. Estou bem. Só preciso chegar ao esconderijo. Consegue fazer isso? Amo você, cara. Vamos lá. Fujam! Fora, Vortigern! Parece que achou um jeito de usar a espada. Eu não estava controlando-a. Dê aqui. Ela me controlava. Nem consigo lembrar o que houve. Eu consigo. Obrigada. Algo está acontecendo, sabe? Certamente, parece que está. As pessoas viram o que você pode fazer. Você não é mais um mito. Começou a significar algo. Não era a intenção. Estão lutando em seu nome. Não quero usar isso. É você, Blue? Sim, chefe! Encontrou o seu pai? Encontrou! Precisamos tirá-lo daqui. Vamos levá-lo ao barco, Lack. Tem um bom nevoeiro para nos encobrir. Vamos. Preciso dar uma respirada. Tome. Embarquem todos e aí venha me buscar. Não, ficarei com você. Não, não vai. Dê-lhes uma mão. Ficarei bem, cara. Só me dê um minuto. Vamos, Blue. Leve isto. Vamos. Vamos, Blue. Boa noite. Desculpe a invasão. Nosso cão queria muito nos trazer aqui. Vamos. Devo pegá-lo, sargento? Não, siga-o. Ele seguiu o sangue de um homem que matou um dos meus sargentos hoje. Um homem que fugiu da cena da tentativa de assassinar Radios a mim. A mim, nada menos que isso. Não saberia onde está esse homem, não é? Não posso. Suba, Blue. Trarei seu pai. Não posso deixá-lo! Veja só que situação, não? O rei de toda a Inglaterra Radios fez o esforço de visitar um plebeu. Um homem que veio do nada. Justo hoje, meu último dia. Você parece estar bem Radios e eu sou pobre. Mas quem preferiria ser? O que quer, garoto? Quem é esse jovem? Cuido da limpeza, senhor. O que ele é para você? Nunca o tinha visto. Costumo vir mais tarde, Lavo a louça depois que eles saem. É a verdade? Sim, senhor. Jamais mentiria para um Blackleg. Bom garoto. Então, não o conhece? Não, senhor. Não ligaria se eu cortasse sua orelha? Não é a minha. Faça o que quiser. Não! Sempre quis um menino. Seu desgraçado! Deixe-o em paz! Repito, onde está seu amigo? Deixe-o ir. Deixe-o ir. Pegue o garoto e Radios Não! Esmaguem a Resistência esta noite! Arqueiros! Deixe-me mostrar-lhe Radios o que seu tio fará Radios se você não aceitar Radios esta espada. Só você pode evitar isto. Ele deve ser encontrado Radios onde a espada encontra a torre. Confie na Magia. Pegue-a. Parece que tem algo a me dizer. Acho que quer saber o que houve. Não quero pressionar, mas Radios George? Os distúrbios se espalharam. Não só em Londinium. Em todo o país. Estão lutando por você. Se já houve uma chance, é agora. Não vai durar muito. Mas, como ele disse, não vamos pressioná-lo. Estou pronto. Vamos tomar o castelo. E iremos pela porta da frente. George, vá a Londinium e junte os rapazes. Onde está a Maga? Voltou à caverna. Tudo bem. Quando diz que vamos tomar o castelo, quer dizer o quê? Achei que não ia me pressionar? Vamos, rapazes. Apressem-se. Blue! Blue! Blue! Olá! Demoraram para chegar. Não quero ouvir reclamação da minha mulher. Hoje é minha vez de cozinhar. Fui enviado por Sua Majestade Radios para transmitir uma mensagem. Deixe eu me lembrar Radios “Esteja no castelo antes de escurecer Radios “se quiser ver o garoto e a garota Radios “vivos.” Adoraria ficar para um bate-papo, mas você entende a situação Radios entre mim e minha mulher. Qualquer coisa que fizer comigo, será retribuída dez vezes mais, na mesma moeda. Você é um homem grande. Vamos ver se sabe se mexer. Boa noite. Onde ele está? A um dia de viagem daqui. Quando ela estiver segura, ele virá. Ele não é nenhuma ameaça sem a espada. Amanhã. Não preciso lembrá-lo do que acontecerá se ele não vier. Começarei com o menino. Pegue a garota e vá. Este veneno revelará o que se esconde de você. Mostrará coisas que não quer ver. Mas você precisará da sua proteção. Segure minha mão. Não gosto de cobras. Ninguém gosta de cobras. Fique comigo. Fique comigo. Sentirá isso durante algumas horas. O jovem voltou da caçada fraco e cansado Que dor é essa, Meu Senhor, minha querida? Oh, caro irmão, deixe que minha cama seja feita Pois sinto doer as entranhas com a planta venenosa Esse jovem, logo ele morreu À luz da lua dos caçadores Não foi por osso nem foi por lâmina Oh, as bagas da planta venenosa Oh, pai querido, ponha-se em segurança Do poder que o diabo criou Criou Aí está bom. Vamos ser rápidos, certo? Ponham-no de joelhos. Ponham-no de joelhos! Vão! Você sabe o preço. Pai, o que está havendo? Saiam. Por que tem sangue no seu rosto? O que está acontecendo? Pai, está me assustando. Eu a amo muito. Vamos! Atacar! Você venceu, sobrinho. Você venceu. Agora, brinque comigo. Acho que a espada pertence a mim agora. Corra, filho! Irmão Radios Acho que a espada pertence a mim agora. Seja qual for o preço que pagou, será mais do que imagina. Não precisa mais correr. Não precisa desviar o olhar. A espada é sua, filho. Pegue-a. Você queria saber o que me deu esse ímpeto. Foi você. Você me pôs naquele bordel. Você me jogou nas ruas. Estou aqui agora por sua causa. Você Radios me criou. E, por isso eu o abençoo. Você dá sentido ao diabo. Preparar! Fogo! Aprontar! Lançar! Embora perceba as mudanças na liderança desta nação Radios

  • radios

Radio Online Portugal